quarta-feira, 5 de agosto de 2015

#Filme: "Todos os homens do presidente"

Título no Brasil: Todos os homens do presidente

Título original: All The President's Men

País de origem: EUA

Idioma: Inglês

Gênero: Drama / História

Direção: Alan J. Pakula

Duração: 138 minutos

Ano: 1976

Sobre o filme


Baseado no livro homônimo de Bob Woodward e Carl Bernstein, o filme Todos os homens do presidente (1976) retrata o árduo trabalho desses dois jornalistas, interpretados por Robert Redford e Dustin Hoffman, respectivamente, para desvendar o caso Watergate, ocorrido nos Estados Unidos em 1972.

Cinco homens invadiram o Edifício Watergate, onde ficava o Comitê Nacional do Partido Democrata, para instalar escutas eletrônicas a fim de obter informações sobre seus adversários. Eles foram presos, julgados e veio à tona o suposto envolvimento do presidente Richard Nixon no escândalo. O faro jornalístico dos repórteres encarregados de cobrir o caso foi crucial para o desenvolvimento das investigações que viriam a acontecer.

Logo no início, uma cena mostra Bernstein fazendo modificações no texto do companheiro Woodward, porque ele havia guardado as informações mais preciosas da matéria para o terceiro parágrafo. No diálogo que se segue, Bernstein ainda enfatiza os anos que trabalha na empresa para legitimar a sua autoridade no domínio das técnicas.

À medida que Woodward e Bernstein investigam o caso Watergate, novas evidências vão surgindo e tomando grandes proporções. Muito mais do que o desejo de conseguir um furo para a capa, a dupla expõe o interesse em cumprir com o seu papel na sociedade.

Quando mostram o material produzido, ávidos por um espaço na primeira página, o editor começa a fazer alterações no texto e direciona a peça para as páginas internas. Isso funciona como uma punição, o que é comum quando os proprietários das organizações jornalísticas têm seus interesses contrariados. No entanto, o prazer da atividade faz com que os dois repórteres continuem insistindo na investigação.

Enquanto Woodward e Bernstein atuam como “varredores de sujeira”, denunciando a corrupção no governo, o editor assume o papel de “porteiro” da empresa, selecionando a natureza das mensagens que chegariam ao público.

 Dustin Hoffman e Robert Redford são os protagonistas do longa
Opinião

O filme mostra brilhantemente que existe uma hierarquia nas empresas jornalísticas e que os repórteres possuem uma autonomia relativa dentro dessas organizações, o que acaba interferindo diretamente na maneira como esse profissional trabalha.

Em suma, Todos os homens do presidente é uma verdadeira aula de jornalismo, pois discute o papel social do jornalista; a sua percepção ao observar e fazer a leitura dos acontecimentos; a ética e o compromisso com a verdade; o processo de seleção das mensagens; os bastidores da produção da notícia; os perigos da profissão, entre outras coisas.

Além disso, deixa também uma lição sobre a importância de o jornalista construir boas relações com as fontes e jamais subestimá-las. A perspicácia dos dois repórteres, ao reconhecer isso, foi fundamental para o desfecho do caso Watergate, que resultou na renúncia do presidente de uma das maiores potências do mundo.

Trailer

video

Nota: 9/10


Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.