domingo, 2 de agosto de 2015

#Resenha: "A Outra Vida"

Título: A Outra Vida

Autor(a): Susanne Winnacker

Ano de lançamento: 2013

Editora: Novo Conceito

Nº de páginas: 272


# A história

Um vírus muito contagioso tomou conta de Los Angeles, na Califórnia, transformando as pessoas em mutantes assustadores: os Chorões. Eles são conhecidos assim porque lacrimejam um líquido imundo. A contaminação também implica outras mudanças físicas e comportamentais, como: agilidade fora do comum; corpo coberto de pelos e força excessiva. Além disso, a carne humana passa a fazer parte do cardápio dessas criaturas.

Sherry, uma adolescente de 15 anos, narra a história de A Outra Vida em primeira pessoa. Junto com o corajoso Joshua, que perdeu uma irmã para os mutantes e quer vingança, a protagonista vai encarar vários desafios e se deparar com alguns questionamentos. Até que ponto a contaminação é algo natural? Quem estaria por trás daquela devastação?

Surge um forte sentimento entre Sherry e Joshua em meio ao caos de Los Angeles e, de certa forma, essa paixão ajuda o casal de jovens na luta contra os Chorões.

# Opinião

Ao todo, foram vinte e três dias de leitura. Isso quer dizer que demorei quinhentas e cinquenta e duas horas para concluir esse mergulho, ou seja, trinta e três mil, cento e vinte minutos acompanhando a história criada por Susanne Winnacker.

Repararam como é chato ler tantos números? Pois é. Foi como eu me senti ao longo das duzentas e setenta e duas páginas desse livro. De longe, a enxurrada de números foi o que mais me incomodou. Tudo bem que a autora usou esse artifício para mostrar como a protagonista estava entediada e, por isso, ficava contando para passar o tempo e diminuir a aflição. O problema foi que o tédio passou a saltar das páginas por causa desse “recurso” usado exaustivamente.

O livro tem uma premissa muito boa, mas o desenvolvimento da história deixou a desejar. No início, eu realmente pensei que o ritmo melhoraria aos poucos, mas isso não aconteceu. As páginas foram passando e eu não consegui mergulhar fundo no enredo. As descrições dos cenários caóticos e das criaturas exóticas simplesmente não me convenceram. Assim, a leitura foi se arrastando.

Por fim, posso dizer que o melhor do livro é a diagramação. A Novo Conceito também caprichou no marcador de página: criativo!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.