segunda-feira, 2 de abril de 2018

4 livros para começar a gostar de ler

Olá, mergulhadores!

Tem alguém aí que não é apaixonado por leitura? No post de hoje, vou dar sugestões de livros para quem deseja começar a gostar de ler. Vamos lá?





É possível começar a gostar de ler?


Sim, é possível! Tudo é uma questão de prática e de muita força de vontade. Mas é claro que escolher os títulos certos pode fazer uma grande diferença, afinal, pegar um livro maçante para tentar adquirir o hábito da leitura vai tornar essa tarefa bem mais difícil.

Para começar a gostar de ler, acho interessante ir com calma tanto no tamanho do livro quanto no gênero. Isso porque encarar uma obra com mais de 500 páginas sobre física quântica, por exemplo, provavelmente fará uma pessoa desacostumada desistir rapidinho.

Muita gente não se interessa por leitura porque foi “obrigada” a ler clássicos na escola, criando, assim, uma barreira. Como são obras mais densas, inserir os jovens no mundo literário a partir delas pode não ser o melhor caminho.

Atenção: pode não ser! Significa que não é uma regra. Eu mesmo adorei os clássicos que li no colégio — A Moreninha (1844), de Joaquim Manuel de Macedo, está na minha lista de favoritos. Cada um deles contribuiu de alguma forma para o meu desenvolvimento.

Então, quais livros podem ajudar?


A seguir, vou indicar ótimos livros capazes de fazer uma pessoa começar a gostar de ler:

1. O mistério do 5 estrelas (1981)


De autoria de Marcos Rey, esse livro da série Vaga-Lume (que faz parte da trajetória de inúmeros leitores) é uma excelente opção para quem não é muito chegado à leitura e pretende mudar isso.

Na história, Leo, mensageiro de um luxuoso hotel, encontra um cadáver em um dos quartos. O desafio do garoto é fazer alguém acreditar nele, pois seus inimigos são muito poderosos. É um suspense delicioso!

2. O meu pé de laranja lima (1968)


Esse grande sucesso de José Mauro de Vasconcelos ganhou as telonas duas vezes (1970 e 2013). Também virou telenovela: a primeira versão, da TV Tupi (1970/1971); e a segunda, da Rede Bandeirantes (1980/1981).

A trama gira em torno de Zezé, um menino travesso de 5 anos de idade que passa por muitas dificuldades em casa, desde fome até agressão física. O livro traz muitas reflexões sobre temas importantes.


3. A marca de uma lágrima (1985)


Leve e envolvente, essa obra infantojuvenil de Pedro Bandeira tem potencial para agradar pessoas de todas as faixas etárias. Foi a partir da leitura desse livro que eu virei fã do autor.

Isabel tem 14 anos e uma baixa autoestima. Ela se apaixona por um garoto que gosta de outra e ainda vira cupido dos dois. Para piorar, ocorre um assassinato na escola e a protagonista corre perigo.

4. A droga da obediência (1984)


Fechando a lista, eu indico outro livro de Pedro Bandeira, mas agora é um que faz parte de uma série bem conhecida: Os Karas. Essa é uma boa experiência porque instiga a pessoa a ler os próximos volumes.

Bem no estilo Três Espiãs Demais, os amigos Magrí, Calú, Crânio, Miguel e Chumbinho lutam para acabar com os planos de um vilão que quer transformar estudantes em verdadeiros robôs.  

E aí, conhecem alguém que deseja começar a gostar de ler? Então ajudem compartilhando este post nas suas redes sociais!

2 comentários:

  1. Meu filho ama Marcos Rey, aliás passou a gostar de ler graças aos 'Karas' da série de livros desse autor. E eu também amo 'A Moreninha'!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rosângela.
      Eu só li um livro do Marcos Rey (o que está no post), mas quero ler outros porque gostei bastante do jeito que ele escreve.
      E na verdade, a série "Os Karas" é de Pedro Bandeira. Acho que você se confundiu. =)
      Um beijo!

      Excluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.