sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Comprei na Bienal do Livro de São Paulo 2016

Olá, mergulhadores!

Como eu tinha prometido, vou mostrar a vocês os livros que comprei na Bienal do Livro de São Paulo. Em outro post, publicado há 84 anos, eu falei que fui para comprar livros relacionados a jornalismo, meu carma minha paixão. Vejam como eu me saí.



~ por ordem alfabética ~

1 – A primavera do dragão


Esse livro de Nelson Motta, publicado pela Editora Objetiva em 2011, é o retrato vivo do cineasta Glauber Rocha, que liderou uma geração ousada, abusada e transgressora da década de 1960.

Quanto: R$ 10,00

2 – A tragédia de Eloá


Publicado em 2008 pela Editora Landscape, o livro conta o caso Eloá, o mais longo sequestro em cárcere privado já registrado pela polícia brasileira. O autor da obra é o repórter Marcio Campos, da Rede Bandeirantes, que acompanhou o caso na época.

Quanto: R$ 5,00

3 – Corta pra mim


A Editora Planeta publicou em 2013 esse livro do jornalista Marcelo Rezende, que conta histórias de bastidores de grandes investigações ao longo de mais de 40 anos de carreira do autor.

Quanto: R$ 10,00

4 – Emboscada no Forte Bragg


Nessa obra de ficção do jornalista Tom Wolfe, publicada originalmente em capítulos na revista Rolling Stone, a proposta é discutir os limites do jornalismo e da ilusão em um telejornal de uma poderosa rede de televisão americana. Aqui no Brasil, o livro foi publicado em 1998 pela Editora Rocco.

Quanto: R$ 5,00

5 – Jornalismo em “tempo real”


A proposta desse livro da jornalista Sylvia Moretzsohn é fazer uma crítica baseada na promessa do jornalismo de dar a “verdade em primeira mão”. A publicação da obra foi em 2002, pela Editora Revan.

Quanto: R$ 10,00

6 – O estilo magazine


O jornalista Sergio Vilas Boas oferece ao leitor uma visão sobre as possibilidades de escrita em jornalismo impresso. Nesse livro publicado em 1996 pela Summus Editorial, o autor trata das especificidades do texto em revista.

Quanto: R$ 10,00

7 – Vale-tudo da notícia


Essa obra de 2016, publicada pela Editora Intrínseca, mostra o trabalho investigativo do repórter Nick Davies, que descobriu uma série de crimes e corrupção que afetava boa parte da imprensa britânica, atingindo até o gabinete do primeiro-ministro e o alto escalão da Scotland Yard.

Quanto: R$ 20,00


sábado, 24 de setembro de 2016

#SetembroAmarelo: Somos programados pra cair?

OI OI OI,

Vocês certamente já ouviram falar do Setembro Amarelo, né? O post de hoje é para levantar a bandeira dessa campanha tão importante. Falar é a melhor solução!

Trouxe para vocês a imagem abaixo com um trecho da música Amianto, da banda Supercombo. Particularmente, acho a letra dessa música maravilhosa, porque mostra que as pessoas com pensamentos suicidas, muitas vezes, só precisam ser ouvidas.

~ Confiram o clipe oficial aqui ~

Moço(a), sai da sacada...

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Trechos marcantes de "O Quinze"

Olá, mergulhadores!

O post de hoje é um especial com frases do livro O Quinze, da escritora cearense Rachel de Queiroz. A obra, que retrata a terrível seca de 1915 no estado do Ceará, é um dos maiores clássicos da nossa literatura. Espero que gostem dos trechos que eu escolhi. Acompanhem!

(cliquem nas imagens para ampliá-las)




quarta-feira, 7 de setembro de 2016

24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

      
Eu, todo empolgado, ostentando 
as sacolinhas legais das editoras
Olá, mergulhadores!

Hoje a postagem é sobre a 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Aproveitei que estava na capital paulista para participar de um evento acadêmico e não me perdoaria se deixasse escapar essa chance. Consegui pegar só o último dia, mas foi uma experiência maravilhosa. Quase enlouqueci no meio de tantos livros.

Gente, eu confesso que não “forrei a carteira” como gostaria. Mesmo assim, deu para comprar obras interessantes, a preços bem acessíveis. Minha intenção era comprar livros sobre comunicação/jornalismo – que geralmente são muito caros –, então foquei nesta área. 

Meu investimento foi de R$ 82,50 (sete livros totalizando R$ 70,00 + R$ 12,50 da meia entrada). Em outro post, vou mostrar os títulos para vocês.


Aquele momento em que você ama ser estudante
Eu  e minhas amigas inventamos de comprar os ingressos na hora. Já tínhamos sido alertados que não era uma boa ideia, mas resolvemos arriscar. Apesar da fila imensa, até que foi rápido. Entramos por volta das 14h e ficamos umas três horas “batendo perna” por lá (risos).

Outra dica que recebemos era relacionada aos preços das comidas. Disseram que seria melhor levar algum lanche na bolsa/mochila, porque lá era tudo muito caro. Nossa sorte foi que a empolgação com os livros tirou nossa atenção da fome. Não sentimos falta de comida, então seguimos firmes e fortes.


ALÉM DOS LIVROS...

Bate-papo sobre a cultura pernambucana
"Pernambuco sempre teve uma posição de destaque nas artes e na cultura do país, inclusive com grande protagonismo nas letras e escritas pelas vozes daqueles que retrataram suas histórias, projetaram suas tradições e ecoaram suas musicalidades de diversas formas e ritos como na própria literatura, música, cinema e dança.

E parte dessa seara esteve presente em São Paulo, entre 26 de agosto e 04 de setembro de 2016, através do projeto pioneiro “PERNAMBUCO CONTINENTE IMAGINÁRIO – A Literatura de Pernambuco na 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2016”.

A iniciativa nasceu da vontade de fortalecer o protagonismo da literatura do estado em um palco nacional e se tornou um sucesso de adesão, contando com vários artistas pernambucanos.

PERNAMBUCO CONTINENTE IMAGINÁRIO é um projeto ousado e corajoso onde a Bienal do Livro - Pernambuco esteve lá na Bienal do Livro SP, numa parceria com a Editora Cubzac, fortalecendo a nossa cultura e nossos artistas."

(Texto adaptado da descrição da página do projeto no Facebook).

Os amantes de poesia também tiveram um cantinho especial no evento

Pessoal, o post de hoje foi só para mostrar um pouco do que eu vi lá no último dia da Bienal. Como eu já falei, vou fazer outra postagem sobre os livros que comprei. Espero que tenham gostado. Abraços!