domingo, 6 de outubro de 2013

#Resenha: "O lado bom da vida"


Título: O lado bom da vida

Autor: Matthew Quick

Ano de lançamento: 2013

Editora: Intrínseca

Nº de páginas: 254



# A história

O livro é narrado pelo protagonista Pat Peoples, um homem na casa dos 30 anos que foi internado em uma clínica psiquiátrica (no lugar ruim, segundo ele). O problema é que Pat não se lembra de quanto tempo se passou enquanto esteve isolado do mundo, e muito menos o que aconteceu para fazê-lo ir para lá. A única coisa que ele sabe e que se agarra com todas as forças, é que a sua esposa, Nikki, quis que eles ficassem um tempo separados.

A mãe dele, Jeanie, é uma mulher batalhadora e que o ama bastante. Ela o tira da instituição e o leva para sua casa, mesmo que ainda esteja mentalmente perturbado. Mas esse retorno não é nada fácil. Seu pai, Patrick, se recusa a falar com ele e todos evitam comentar sobre os acontecimentos do passado, que resultaram na sua internação. Pat se vê obrigado a reorganizar sua vida, enxergando sempre o lado bom das coisas.

Sua mãe compra alguns aparelhos para que ele se exercite em casa. Pat acredita na reconciliação com Nikki e, para ele, é essencial que esteja em forma. Além disso, ele volta a ser um fiel torcedor dos “Eagles”, seu time de futebol americano e, com isso, até consegue melhorar a relação com seu pai, na medida do possível. Aos poucos, Pat volta a viver uma vida “normal”, cada vez mais motivado a construir um final feliz para o seu próprio filme.


# Opinião

Uma narrativa lenta. Essa foi a visão que eu tive nas primeiras páginas. Porém, não demorou muito para que eu percebesse que o ritmo dado por Matthew Quick era necessário para criar a atmosfera que a trama exigia. Considerando que o protagonista sofre de problemas psicológicos, e que o livro é como se fosse um diário desse homem em crise, descartei minha impressão inicial.

Pat é um personagem complexo, ingênuo, repleto de altos e baixos e que tem um coração enorme. Esse conjunto faz dele um protagonista extremamente cativante, que o leitor torce, ri e se emociona, desde o primeiro contato até a última página.

Os demais personagens foram bem construídos. Destaque para Tiffany, que, apesar de problemática, é uma boa pessoa. E também o terapeuta de Pat, o Dr. Cliff, que o trata como um amigo, não apenas como um paciente. Os encontros deles renderam ótimos diálogos.

Gostaria de fazer uma observação sobre o relacionamento entre Pat e seu pai, que me lembrou da relação que John, do livro “Querido John”, tinha com o pai dele. Em ambas as histórias, pai e filho pouco conversavam, mas havia algo que os unia de alguma forma: na obra de Nicholas Sparks, uma coleção de moedas; em “O lado bom da vida”, o futebol americano.

Esse livro foi, até agora, uma das minhas melhores leituras do ano. O enredo não possui nada de extraordinário. O que me conquistou foi justamente a simplicidade que o autor inseriu na história. Recomendo esse livro por ser leve, agradável, inspirador e emocionante. Ideal para aqueles que não conseguem ver o lado bom das coisas.

A capa é linda. Demorei um pouco para entender o que ela significa, mas depois vi que se encaixa perfeitamente ao conteúdo do livro. Quem não compreendeu ainda, leia a história e tire suas conclusões.

30 comentários:

  1. Oi Ygo!
    Que legal que, apesar do começo lento, no final o livro foi bom!
    Quero ler e também assistir o filme.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sora.
      Eu também pretendo assistir ao filme.
      Espero que seja tão bom quanto o livro.
      Beijos!

      Excluir
  2. Confesso que esse livro só me chamou atenção depois que sua adaptação rendeu o Oscar de Melhor Atriz a Jennifer Lawrence. Mas você já me falou tão bem desse livro que na próxima oportunidade comprarei ele sem pensar duas vezes. Parabéns pela resenha, como sempre, ficou ótima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Rafael.
      Sem dúvida, será uma ótima compra. Boa leitura!
      Abraço!

      Excluir
  3. Boa noite
    Eu me apaixonei por este livro e fiquei com aquela "ressaca" básica quando terminei de ler.
    No mesmo dia em que conclui a minha leitura eu aluguei o filme, infelizmente me decepcionei com a adaptação, na minha visão o filme tornou a história chata. Enfim o livro é infinitamente melhor ~no meu ponto de vista~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Natália.
      Eu recomendo esse livro a todos os meus amigos. Achei uma das melhores leituras de 2013.
      Ainda não vi o filme.
      É uma pena que tenha se decepcionado com a adaptação.
      VOLTE SEMPRE!!!
      Beijos!!!

      Excluir
  4. Eu amei o filme.Comprei o Livro hj e pretendo lê-lo e me apaixonar como me apaixonei pelo filme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cintia, acredito que você irá se apaixonar mesmo. É um livro muito bom. Boa leitura!

      Seja bem-vinda e volte sempre!!!
      Beijos!!!

      Excluir
  5. Bom eu tenho 14 anos, muito difícil de algo me fazer chorar mais esse filme me fez chorar e foi o filme mais lindo que eu já vi recomendo a todos e pretendo comprar o livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há pouco tempo eu assisti ao filme e me decepcionei. Recomendo que leia o livro. Eu, particularmente, achei muito melhor.
      Abraço!

      Excluir
  6. Olá, gostei muito da sua resenha.
    Também fiz uma resenha sobre "O Lado Bom da Vida" no meu blog, será que você poderia dar uma olha e dizer o que achou?
    Estou seguindo seu blog, se você retribuir ficarei muito agradecido.
    Abraços.
    http://acervodeamor.blogspot.com.br/2014/02/acervo-de-resenhas.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Felipe. Vou lá conferir a sua resenha.
      Que bom que gostou. Abraço!

      Excluir
  7. Estou lendo e estou me apaixonando por esse livro!! Ele é simples, mas passam valores muito importantes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Angélica.
      É um livro muito bom. Realmente, a simplicidade é o atrativo do enredo.
      Beijos!

      Excluir
  8. Gostei da historia e tudo mais. Só achei um pouco cansativo por causa dele falar tanto dos jogos de futebol americano, estou no meio do livro mas estou pensando em parar. Ele se tornou bem cansativo pra mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Larissa.
      Eu também já ouvi algumas pessoas reclamarem desse foco no futebol americano, mas eu sugiro que não abandone a leitura. O que eu posso dizer é que a segunda metade da história reserva muitos conflitos interessantes. Vale a pena acompanhar.
      Beijos!

      Excluir
  9. Eu estou com um pouco de medo de ler esse livro, mais acho que ele vai ser uma otima leitura e eu amei o filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Camile.
      Eu acho que você vai gostar muito do livro, já que gostou do filme.
      Beijos! Volte sempre.

      Excluir
  10. gostei muito do livro, tem uma historia super interessante, fiz uma resenha dele no meu blog, tem varias outras la também. bjjs

    http://kasundry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ká.
      Também curti muito a história. Vou dar uma passadinha no seu blog.
      Beijos!

      Excluir
  11. Disse tudo! Umas das melhores coisas sobre 'O lado bom da vida' e todas os livros do Mathew , é que apesar da simplicidade do roteiro e da forma como ele escrever, é/são muitos intensos. Poucos autores me fazem torcer tanto pelos seus personagens como ele.

    Se quiser dar uma olhada:
    https://itgeekgirls.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Evellyn.
      Eu pretendo ler outros livros do autor. A escrita dele é maravilhosa e achei os personagens de "O lado bom da vida" bem construídos.
      Beijos!

      Excluir
  12. Sabem se existe algum livro parecido com esse? Curti muito o livro.. hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Eu acredito que uma boa indicação seria "Um Dia", de David Nicholls. É um romance que eu gostei e que também tem filme.

      Excluir
  13. Olá, gostei bastante da sua resenha. Já li o livro e também o indico bastante. :) Não é um dos meu favoritos mas fica quase no topo.
    Fique à vontade para visitar meu blog. Um enorme beijo.
    http://palavrasambulantes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Karolline.
      Também está no topo das minhas melhores leituras.
      Vou passar no seu blog. Beijos!
      Volte sempre.

      Excluir
  14. estou no meio do livro e estou achando muito cansativo e enjoativo nao fala nada da nikki nem da tyfanny nem do sr cliff fica 100% do tempo falando de futebol americanoe estou pensando em desistir de ler,sinceramente só fui começar a lelo por causa da literarura obrigatoria do colegio(odeio literatura obrigatoria por que a professora só passa livros longos ou enjoativos)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Quando a leitura é obrigatória, realmente é um fator contra. Porém, eu aconselho você a não desistir do livro. A história vai melhorando aos poucos, principalmente quando chega na parte das cartas e do concurso de dança. Continue lendo, pois vale a pena.
      Volte sempre!

      Excluir
  15. Obrigado por compartilhar este post tem sido muito bom. Muito boa resenha, você me incentivou a ler a história. Recentemente, vi o filme e fiquei fascinado especialmente desde.... Eu sou definitivamente um fã Bradley Cooper e seus filmes não me perder, embora alguns são muito mal feitas. Pela maneira, recentemente eu vi americana Sniper, uma proposta que eu recomendo muito para ver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sofia.
      Obrigado pela participação. Volte sempre.

      Excluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.