domingo, 10 de novembro de 2013

#Resenha: "Um Homem de Sorte"


Título: Um Homem de Sorte

Autor: Nicholas Sparks

Ano de lançamento: 2011

Editora: Novo Conceito

Nº de páginas: 352



# A história

O livro conta a história de Thibault, um homem que, após se formar na Universidade do Colorado, alistou-se no serviço militar para ser Fuzileiro Naval, assim como seu pai havia sido por quinze anos. Logo após completar 23 anos, foi designado para o Kuwait, para participar de uma Operação.

Ele vivia em estado de tensão. Por isso, começou a praticar corridas pelo deserto do Oriente Médio, antes do nascer do sol, para se distrair. Em uma das corridas, encontrou uma fotografia meio enterrada na areia. Ao pegá-la, viu que era a imagem de uma loira sorridente. A princípio, pensou em jogá-la fora, mas depois decidiu guardá-la.

Thibault mostrou a foto para Victor, seu melhor amigo no pelotão. Este era bastante supersticioso e, portanto, acreditava que aquela fotografia tinha um significado, que ela não fora encontrada por acaso. Era um tipo de amuleto da sorte.

Depois de ter deixado o serviço militar, Thibault ainda levava a foto consigo. Ele iniciou uma longa viagem com Zeus, seu cachorro. Partindo do Colorado e chegando a Hampton, na Carolina do Norte. Atravessou o país caminhando durante cinco meses.

Após estudar os detalhes da fotografia, começaram a surgir várias suposições. A principal era que a mulher da foto poderia morar em Hampton. Ao encontrá-la, precisava pagar a “dívida” que tinha com ela, pois acreditava que a fotografia o salvou da morte várias vezes durante a guerra. Ele realmente havia se tornado “Um Homem de Sorte”.

# Opinião

Fiquei muito decepcionado com esse livro. No início, eu realmente pensei que a história fosse melhorar no decorrer das páginas, mas a cada final de capítulo minhas esperanças foram se perdendo e desisti de criar expectativas. Na metade do livro, comecei a ficar cansado da história.

Não consegui me emocionar com o texto de Nicholas Sparks como em outros livros que li do autor. A ideia central do livro é excelente, no entanto, os acontecimentos foram muito lentos. Achei a leitura extremamente enfadonha.

Mas também tiveram pontos positivos, como: a relação entre Thibault e seu cachorro Zeus; o jeito extrovertido da personagem Nana, avó de Beth, a mulher da fotografia. As partes em que ela aparecia foram as melhores. Além disso, destaco a forma como o livro foi dividido. A cada capítulo acompanhamos os fatos do ponto de vista de personagens diferentes.

No geral, esse livro não foi o que eu esperava. Não me interessei para assistir ao filme e dessa vez não recomendo a leitura.

11 comentários:

  1. Sério que não gostou do livro? Eu não achei o melhor livro do mundo, mas gostei bastante. O que não gosteiii foi do filme que achei sem emoção nenhuma.
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Paloma. Eu me decepcionei com esse livro. Muito lento. Os acontecimentos se desenrolaram de forma muito arrastada. Obrigado pela participação. Beijos!

      Excluir
  2. Eu por acaso gostei do livro. Achei-o interessante, mas não achei piada ao filme, achei que não eram os actores indicados para o representar. A história gostei pelo que até li o livro em dois dias (e meio) :).
    Aqui tem a minha opinião, mas cada um tem os seus gostos. :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Margarida, é verdade. Cada um tem os seus próprios gostos. O legal é isso: o espaço aqui é democrático. Obrigado pela participação. Volte sempre!

      Beijos!

      Excluir
  3. Vi o filme...é interessante a adaptação. Mas também concordo que com um enredo inicial como este a história poderia ter sido construída com mais intensidade...As vezes parece café morno, é bom, mas parece falta sempre alguma coisa mais...Parabéns pela resenha. Recomendo como leitura e possíveis resenhas futuras...Melancia e Sushi de Marian Keyes. Estou lendo Férias! Até por tbém estou de...(leitura leve e divertida) Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thata, não criei expectativas para ver o filme. Foi o primeiro livro do Sparks que eu não gostei.
      *Já vi muita gente elogiando os livros da Marian Keyes. Eu ainda não li nenhum, mas pode ser que um dia eu o faça.
      Obrigado pela participação e pelas dicas.
      Beijos!

      Excluir
  4. Eu também me decepcionei muito com meu autor favorito, nesta obra! Eu esperava muito. Tinha acabado de ler "Um porto seguro" e "O melhor de mim!", que são exemplares MARAVILHOSOS, super recomendo! Achei a resenha muito justa, Ygor. Como sempre, adorei visitar seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Carolina.
      Volte sempre que quiser.
      Bem, eu tenho o livro "Um Porto Seguro", está na estante há um tempo. Acho que vou gostar dele, pois já li resenhas positivas sobre o mesmo.
      Beijos!

      Excluir
  5. Li o livro e vi o filme e sinceramente não gostei, alias faz tempo que o autor deixa a deseja em suas historias, muiiito clichês e pouco originalidade, falo, pois tive a oportunidade de ter vários e posso dizer que apenas dois me chamaram a atenção " Diário de uma Paixão e Um amor pra Recordar" depois deste não me agradei de mais nenhum, esse então Um Homem de Sorte, foi muito enfeitadinho, historia agua com açúcar.. enfim, mas deixo meu respeito pelo autor..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo.
      Já li "Diário de Uma Paixão" e gostei. Esse realmente não me convenceu.
      Quero ler outros livros dele.
      Obrigado! Volte sempre...

      Excluir
  6. É o resumo do livro

    ResponderExcluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.