domingo, 12 de abril de 2015

#Resenha: "A livraria 24 horas do Mr. Penumbra"

Título: A livraria 24 horas do Mr. Penumbra

Autor: Robin Sloan

Ano de lançamento: 2013

Editora: Novo Conceito

Nº de páginas: 288


# A história

Na livraria 24 horas do Mr. Penumbra acontecem coisas estranhas e misteriosas.

Clay Jannon é um web designer desempregado. Por causa da recessão econômica, viu-se obrigado a aceitar um trabalho em uma livraria que funcionava 24 horas por dia. O emprego dos sonhos para alguém que adora livros? Não é bem assim.

A livraria do Mr. Penumbra tem características exóticas, a começar pela sua estrutura física: o espaço é vertical. Muitas vezes, para pegar um livro na estante, o vendedor precisa subir em uma escada, ficar a três metros do chão e ainda fazer contorcionismo.

Não bastasse isso, só um pequeno grupo de clientes frequenta a livraria. Os livros que eles pegam são misteriosos e Clay está proibido de ler. Até que um dia, o vendedor resolve sair de trás do balcão para tentar descobrir o que aquelas obras escondem, nos cantos mais obscuros da loja.

# Opinião

Eu não sei se é justo culpar só o livro pela decepção desse mergulho, que durou intermináveis duas semanas. Talvez, a obra de Robin Sloan não tenha sido feita para leitores como eu. Vou tentar explicar no decorrer da resenha.

A capa promete uma divertida e emocionante aventura. Até agora, não sei em que parte a história mostrou isso. Ficou devendo. A trama se desenvolve com uma cascata de códigos secretos e uma busca pelo segredo da eternidade. Nesse quesito, mostrou e abusou.

A narrativa é em primeira pessoa e, sem fazer força, gostei do Clay Jannon, que carrega consigo uma boa dose de sarcasmo, característica que eu curto demais em qualquer personagem. Ele soltou algumas pérolas que me arrancaram alguns sorrisos. E foi só.

De resto, achei a leitura extremamente desgastante. Não via a hora de me livrar desse livro. O principal problema foi que o autor se concentrou em temas que eu não tenho afinidade. Tecnologia demais. Por causa disso, cheguei a considerar certos diálogos o cúmulo do ridículo.

Achei o livro denso e difícil de entender. Passei mais da metade da história sem saber o que eu estava lendo. Não consegui me concentrar para desvendar os enigmas. Cada página virada era uma batalha que eu vencia.

A sinopse é maravilhosa. Tinha tudo para ser uma leitura perfeita, mas, infelizmente, não funcionou. Se você gosta dessa coisa de informática, tecnologia, aplicativos e tudo o que envolve esse universo, certamente irá adorar esse livro. No entanto, se você é um ser “jurássico”, assim como eu, melhor passar longe dessa livraria 24 horas. Até a próxima!




2 comentários:

  1. Oi Ygo!
    Puxa, pela capa e sinopse o livro prometia tanto! Pena que a leitura não fluiu...
    Achei estranho demais o livro focar em tecnologia, achei que seria mais uma história de aventura ou suspense.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sora.
      Pois é. Tem até uma personagem que trabalha no Google. A leitura foi muito cansativa. Mas eu também conheço pessoas que adoraram.
      Beijos!

      Excluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.