domingo, 24 de agosto de 2014

#Resenha: "Cinquenta tons de liberdade"

Título: Cinquenta tons de liberdade

Autor(a): E. L. James

Ano de lançamento: 2012

Editora: Intrínseca

Nº de páginas: 544


< pode conter spoiler >


# A história

Depois da montanha-russa de sentimentos que caracterizava a relação entre Ana Steele e Christian Grey, eles finalmente conseguiram se acertar e agora parecem levar uma vida perfeita. No entanto, em meio à riqueza, paixão e planos para o futuro, o casal precisa enfrentar os fantasmas do passado e ultrapassar os obstáculos que o destino lhes reserva.

 Eles eram de mundos muito diferentes quando se conheceram. Mas, depois do primeiro encontro, a vida deles mudou para sempre, pois Christian viu em Ana a figura de uma submissa pronta para satisfazer as suas exigências sexuais.

Mergulharam de cabeça em um tórrido relacionamento, mesmo sabendo das dificuldades que enfrentariam para se ajustar ao mundo um do outro. Agora, chegou o momento da solidez dessa união ser colocada à prova: o casal terá que lutar pela liberdade de amar. Uma liberdade que se apresenta em cinquenta tons.

# Opinião

Assim como nos outros livros, encontrei pontos positivos e negativos no decorrer da leitura. Primeiramente, vou pontuar o que não me agradou em Cinquenta tons de liberdade.

Eu começo pelo tamanho dos capítulos e pelo detalhamento de cenas pouco importantes para o desenvolvimento da história. Achei alguns trechos realmente cansativos. A autora utilizou páginas e mais páginas para descrever ações como tomar café da manhã e se vestir. Eu prefiro capítulos mais curtos e objetivos, pois a leitura flui melhor e chego ao final do livro sem perceber que li tantas páginas.

Mais uma questão incômoda foi que a narrativa não “relembrou” alguns fatos dos outros livros. O intervalo de tempo entre a minha leitura do segundo livro e do último, foi muito grande. Então, senti dificuldade para me situar novamente no universo do casal Grey. Pequenas explicações e até mesmo flashbacks teriam ajudado os leitores que, assim como eu, não leram o terceiro livro logo após terem concluído o segundo.

O comportamento tolo da protagonista também me desagradou. Na verdade, isso me incomodou em praticamente toda a trilogia. Eu achei muito forçado o fato de alguém ter vivido tantas experiências e, mesmo assim, ter amadurecido tão pouco. Ana continuou se fazendo perguntas bobas e pensando como uma adolescente.

Para encerrar, os momentos de suspense e tensão, que poderiam ter sido mais bem explorados, não empolgaram. Faltou inspiração na narrativa de E. L. James para me transportar para o cenário de perigo que ela propôs.

Agora, vamos aos pontos positivos do livro.

Gostei das tramas que se desenvolveram além das cenas picantes. Claro que elas ainda estavam presentes, mas perderam espaço e novos acontecimentos tiveram destaque. A autora conseguiu dosar melhor o lado hot do livro com os fatos que cercavam a vida dos protagonistas fora da cama.

O que também me agradou na história foi ter acompanhado um Christian Grey mais humano. Desta vez, a autora mostrou um lado do personagem que me fez considerar a ideia de ele existir de verdade, porque nos outros volumes isso foi praticamente impossível. Até ler este último livro, eu o achava irreal demais.

Por fim, gostei da forma com que E. L. James encerrou a jornada do casal protagonista, através de um “bônus” no final do livro. Quando eu cheguei às últimas páginas, estava meio insatisfeito com o rumo que a história havia tomado, mas essa sacada da autora me fez mudar de opinião e eu curti o desfecho que ela deu.

# Extra

Recomendado apenas para maiores de 18 anos, por se tratar de conteúdo erótico. Deixe o seu comentário.



12 comentários:

  1. NA MINHA OPINIÃO, A TRILOGIA 50 TONS E A TRILOGIA DE GABRIEL SÃO A MESMA ESCRITA DA MESMA MENTE. NA SEGUNDA SE OPTOU POR UM ROMANCE CONSERVADOR, COM OS MESMOS ELEMENTOS E PERSONAGENS DE IDÊNTICOS PERFIS. NA PRIMEIRA SE APROFUNDOU A QUESTÃO DA BDSM LEVEMENTE ABORDADA NA TRILOGIA DE GABRIEL. SÃO A MESMA HISTÓRIA COM QUASE NULAS DIFERENÇAS ENTRE AMBIENTES E PERSONAGENS.EX: GABRIEL E CHRISTIAN=AMBOS SÃO ADOTADOS POR FAMÍLIAS RICAS, AMBOS COM TRAUMAS TERRÍVEIS DE INFÂNCIA, AMBOS ADEPTOS DE PRÁTICAS BDSM, AMBOS COM DIFICULDADES EM RELACIONAMENTOS ANTERIORES, AMBOS RICOS, ARROGANTES, DOMINADORES.
    DIFERENÇA: GABRIEL É EX-VICIADO EM COCAÍNA, CHRISTIAN É CONTRÁRIO AO USO DE DROGAS.
    JULIANE E ANASTÁCIA: SÃO A MESMA PERSONAGEM, SÓ DIFEREM NA COR DOS OLHOS. IMATURAS, IMPULSIVAS, A TÍPICA MULHER DO AMOR CORTÊS.
    OUTRAS RELAÇÕES PODEM SER DETECTADAS COMO POR EXEMPLO A MÃE ADOTIVA DOS DOIS PROTAGONISTAS TEM O MESMO NOME: GRACE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sheila.
      Eu não conheço direito a trilogia de Gabriel, só ouvi falar sobre ela. Vou dar uma pesquisada depois. Achei muito interessante o seu ponto de vista. Obrigado por participar. Volte sempre. Beijos!

      Excluir
  2. Olá, eu via muita divulgação dessa trilogia, e poucas definição, perguntei a minha prima e ela não soube explicar dizendo apenas que se tratava de somente, sexo o que me fez realmente me surpreender e talvez me indignar kkk, que alguém queira escrever somente sobre sexo, mas percebi que tem mistério também, mas foi bom eu pesquisar sobre a resenha, parabéns pela resenha, me clareou melhor, sobre os livros da trilogia e agora tenho certeza, não quero ler!
    Não é o tipo de livro que me agrada, e tão pouco quero ler algo que "só fala de sexo". e sobre o que disseste na resenha do primeiro livro da trilogia, (assim como os outros), parabéns por alertar as pessoas/jovens, sobre a classificação, e como vi nos comentário, é muito ruim que pais não procurem saber o que os filhos, leem, minha mãe mesmo sempre pergunta sobre o que é(mesmo eu já sendo de maior), e também pergunta se é bom kkk, já que ela também ama ler, e agradeço á ela, por me apresentar este mundo, maravilhoso <3 e também acho que seria sempre bom, as pessoas procurarem resenhas dos livros que pretendem, ter vejo isso por experiência própria, se eu não tivesse procurado, teria sido perda de tempo e gastos, comprar 50 tons de cinza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Audrey.
      Bem-vinda ao blog.
      Muito obrigado pelas suas considerações. Fico feliz que você tenha gostado das resenhas. No geral, achei a trilogia um tanto fraca, mas terminei de ler. Afinal, eu só poderia opinar sobre algo que eu conhecia, não é mesmo? É muito legal saber que as resenhas que eu posto aqui ajudam os leitores de alguma forma, mesmo que seja fazendo-os não comprar determinados livros, como no seu caso (risos).
      Volte sempre!!! Beijos!

      Excluir
  3. este livro é uma porcaria , pois mostra a violência com as mulheres como se fosse normal,eu condeno todo tipo de violência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo.
      A violência presente no livro é porque o mesmo retrata o sadomasoquismo.
      Obrigado e volte sempre.

      Excluir
    2. Como o Ygo disse,a "violencia" é por conta do sadomasoquismo!E no livro o Cristian deixa bem claro q se Anastasia nao quiser é só dizer pra parar,isso nao é visto como violencia,e sim como um sexo mais bruto,pois ambos gostam.

      Excluir
    3. Verdade. Na trilogia a autora deixou claro que o sadomasoquismo é praticado de forma consensual e se ele ou ela achar que está passando dos limites, diz para parar. O curioso é que Anastasia usa a palavra de segurança (e Christian para imediatamente) num momento em que não sofre violência física e sim psicológica, que é quando ele a estimulava e parava continuamente, negando o orgasmo.

      Excluir
  4. EU SINCERAMENTE ACHEI O FILME MEDIOCRE E SO VI POR CAUSA DE TANTO OUVI FALAR NESSES LIVROS ACHEI Q UMA MULHER Q ACHA NORMAL E SENSUAL UM HOMEM DOMINADOR Q A USA LITERALMENTE COMO UMA ESCRAVA SEXUAL E Q BATE NELA E Q TEM TENDENCIA PRA SER UM MALUCO DOENTIO PRECISA URGENTEMENTE DE UM MEDICO É SERIO
    OBS ESSA COISA DE UM CARA COM ESSAS CARACTERISTICAS MUDAR E VIVER UM GRANDE AMOR E CONTO DE FADAS A VIDA REAL A POBRE TERMINARIA NUMA VALA NUA E ACORRENTADA NO PORÃO DA CASA DELE
    SABE O PROBLEMA E Q ADOLESCENTES LEEM ESSAS BOBAGENS ENCONTRAM UM CARA DOENTE COM AS CARACTERISTICAS DELE E ACHA Q PODE MUDA LO MAS A UNICA COISA Q PODE CONSEGUIR E SE TORNAR NOTÍCIA DE JORNAL LOCAL

    ResponderExcluir
  5. AH E SÓ PRA CONSTAR SADOMASOQUISMO É DOENÇA E PODE MATAR

    ResponderExcluir
  6. Gente careta!!! Que violencia oq!! Aquilo ali foi totalmente consensual e prazeroso. Adoraria ter um quartinho do prazer como aquele para meus momentos de dominadora kkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Esse realmente é um assunto bastante polêmico. As pessoas receberam o conteúdo da trilogia de maneiras bem diferentes e eu acho isso positivo para um debate sadio. Agradeço a todos por expressarem suas opiniões aqui. Voltem sempre!

      Excluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.