quarta-feira, 25 de novembro de 2015

#Resenha: "Recomeço"

Título: Recomeço

Autor(a): Cat Patrick

Ano de lançamento: 2014

Editora: Intrínseca

Nº de páginas: 304



# A história

Daisy faz parte de um programa do governo chamado Recomeço, que é um composto ultrassecreto que traz os mortos de volta à vida. Tudo começou depois que ela sofreu um acidente de ônibus que a matou, bem como a outras crianças que também passaram a serem cobaias do experimento.

A impressão que Daisy tem é de que sua vida é uma grande mentira. Agora com 15 anos, ela já morreu outras quatro vezes. A cada morte, ela ganha um sobrenome novo e precisa mudar de cidade. Essa inconstância acaba afetando os relacionamentos dela, pois ela sabe que a qualquer momento terá que recomeçar uma nova vida em outro lugar.

Depois de morrer novamente, Daisy Appleby viva Daisy West ao chegar à cidade de Omaha. Desta vez, ela está disposta a criar laços mais sólidos com as pessoas. É assim que ela conhece seus primeiros amigos de verdade, os irmãos Matt e Audrey.

No meio daquela tentativa de criar raízes em Omaha, Daisy descobre segredos do Recomeço que a fazem pensar que não passa de uma marionete nas mãos de pessoas ambiciosas, com planos bem maiores do que ela poderia imaginar.

# Opinião

Primeiramente, quero falar sobre a capa do livro, que transmite a essência do enredo. A ilustração nos dá as sensações de queda, insegurança e vulnerabilidade. Essa é a saga da protagonista. A posição vertical demonstra a fragilidade da vida de Daisy, pois de uma hora para outra ela pode despencar.

Morrer e ter a possibilidade de recomeçar uma vida do zero pode parecer muito atrativo – o que não deixa de ser, até a página dois. A questão central é que o ser humano tem uma necessidade de sentir que pertence a algum lugar. Isso se torna um fardo para Daisy, pois ela sabe que as constantes mudanças fazem parte do programa, então evita ao máximo construir um alicerce firme. Vem sempre aquela sensação de culpa por saber que alguém está sofrendo pela “morte” dela, enquanto que, na verdade, ela está recomeçando sua trajetória longe dali.

As coisas só mudam quando ela conhece Matt e Audrey. Pela primeira vez, Daisy começa a sentir que tem uma vida normal e resolve se entregar de corpo e alma. Ela passa a analisar melhor os convites que recebe para ir a festas, cinema e outros eventos sociais, como qualquer adolescente comum.

No entanto, esse novo comportamento que ela adota acaba tendo consequências. Ao se apegar demais, Daisy percebe como é difícil ligar com a quebra de uma relação que foi se construindo aos poucos, na base do companheirismo, do afeto e da cumplicidade. A experiência que devia ser uma libertação torna-se o grande drama da nova vida dela.

Um ponto interessante que vale destacar é a amizade entre Daisy e Megan, outra garota que também faz parte do Recomeço. As duas conversam bastante por meio de mensagens e juntas administram um blog sobre assuntos diversos. A autora construiu personagens que realmente aparentam ter 15 anos, pois elas falam e se comportam como pessoas dessa idade.

No geral, o saldo do mergulho foi positivo. A única coisa que me desagradou foi quando o livro estava quase terminando e ainda parecia ter muita história para ser contada. Os últimos acontecimentos foram atropelados, narrados às pressas, o que acabou comprometendo o impacto do desfecho.

Para encerrar, separei um tópico que diz respeito ao apelido do homem que comanda o programa Recomeço: Deus. Pelas interferências que ele faz na vida das pessoas, não poderia ter um apelido melhor. Se vocês quiserem descobrir quais são os planos de Deus, leiam esse livro. 


2 comentários:

  1. Oie

    Adorei sua resenha!
    Tenho este livro para ler, e agora deu aquela vontade de passar ele na frente de outras leituras.
    Já li o livro "Deslembrança", da mesma autora, e adorei! Mas parece que ela tem problemas com finais, se não me engano achei o final corrido naquele livro também.

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Livy.
      Passe na frente mesmo, pois vale a pena. A questão do final foi só um detalhe, mas a obra é ótima.
      Beijos!

      Excluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.