domingo, 13 de dezembro de 2015

De Lua



A Lua
Dê-me hoje
Sem medir
A Lua
Te darei
Amanhã
Minha melhor fase
A culpa 
Não é sua
Alguns eclipses
Habitam em mim
Num dia
Bato de frente
Mas no outro
Quero fugir
Sou assim
De Lua
Só peço
Que não me dilua
Dentro de ti

4 comentários:

  1. Olá,
    Muito bom, muito mesmo!
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-litura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Viva a poesia! Muitas luas para ti meu amigoYgo! Gostei!!!

    ResponderExcluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.