quarta-feira, 24 de setembro de 2014

#Resenha: "Assassinato na casa do pastor"

Título: Assassinato na casa do pastor

Autor(a): Agatha Christie

Ano de lançamento: 2012*

Editora: L&PM Pocket

Nº de páginas: 288


# A história

No pacato vilarejo de St. Mary Mead, não acontecia um assassinato há quinze anos. Um lugar onde o passatempo preferido dos moradores é tomar chá enquanto discutem a vida alheia. Nada passa despercebido. Qualquer coisa é motivo de comentários.

O pastor Clement gosta de aconselhar as pessoas e de fazer visitas. Por essas e outras, é muito respeitado entre os moradores. Um dia, ele recebe uma ligação, dizendo que alguém está com problemas de saúde e que a sua presença é muito importante. Sem hesitar, vai à casa do enfermo e descobre que ninguém dali fez a ligação para solicitar sua visita.

Desconfiado, ele volta para casa e tem uma terrível surpresa: há um corpo em seu gabinete. Entra em cena o arrogante inspetor Slack, para investigar o caso. Miss Marple, uma velhinha que gosta de jardinagem, também fica intrigada e revela que, pelo menos, sete pessoas teriam motivos para cometer aquele assassinato.

# Opinião

Livros de Agatha Christie com a Miss Marple são diferentes dos protagonizados por Hercule Poirot. A propósito, são personagens com traços distintos. Mas, em comum, ambos apresentam uma inteligência acima da média. Nesse livro, a observadora Miss Marple usa a sua experiência em analisar o comportamento das pessoas, para desvendar um crime, aparentemente, complexo.

No começo, durante uma conversa com as outras moradoras da aldeia, pode parecer que ela é maldosa e fofoqueira. Na verdade, seus comentários demonstram que a sua visão do mundo vai além do que os olhos das pessoas conseguem enxergar. Isso fica cada vez mais claro no decorrer do livro. De fato, Miss Marple sabe o que diz. E é claro que, pessoas como ela, nem sempre agradam a todos.

Quem narra a história é o próprio pastor Clement, um homem muito inteligente também, que acaba sendo um investigador secundário. Achei interessante a força do suspense no começo do livro. Eu já tinha ideia de qual personagem seria assassinado, mas a narrativa é tão envolvente, que fiquei na expectativa de descobrir como seria o crime e de quando ele iria acontecer.  

Novas pistas surgem no transcorrer das investigações e as suspeitas vão passando de um personagem a outro. Truque comum nos romances da autora. O final não foi tão maravilhoso, mas, ainda assim, conseguiu me surpreender. Minhas buscas estavam indo na direção contrária. É muito difícil descobrir quando Agatha Christie opta pelo óbvio ou pelo improvável.

* Publicado originalmente em 1930.



2 comentários:

  1. q showwwwwwwww *---------* sempre vi coisas sobre a agatha, mas confesso q nunca li nada dela, alias, nunca me interessei nem sei pq.. mas gostei dessa história, e saber que as historias dela não deixam tão na cara.
    já está na listinha de leitura..

    http://livrospepsiezumzumzum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Márcia.
      Bom, eu recomendo este e vários outros livros de Agatha Christie. Leia mesmo!
      Beijos!

      Excluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.