quinta-feira, 12 de março de 2015

#Resenha: "O Escaravelho do Diabo"

Título: O Escaravelho do Diabo

Autor(a): Lúcia Machado de Almeida

Ano de lançamento: 1972

Editora: Ática

Nº de páginas: 128


# A história

A história se passa na pequena cidade de Vista Alegre, no interior de São Paulo. Tudo começa quando Hugo, conhecido como “Foguinho” (por ter uma cabeleira vermelha), recebe um embrulho misterioso.

Dentro de um pequeno pacote havia algo inusitado: um escaravelho. O besouro era negro e tinha uma espécie de chifre na testa. O ruivo desconfiou que aquilo fosse uma brincadeira de mau gosto e até planejou mandar o presente de volta para o suposto autor da pegadinha.

Hugo foi a um baile, como tinha planejado, enquanto seu irmão Alberto, estudante de medicina, ficou se preparando para um exame que faria dois dias depois. Quando esse dia chegou, Alberto chegou em casa e estranhou que Hugo ainda estivesse dormindo. Os empregados também não sabiam o motivo que fazia o jovem de cabelos de fogo dormir até àquela hora do dia.

A porta do quarto estava trancada por dentro e Alberto forçou-a para entrar, depois de chamar pelo irmão e não obter nenhuma resposta. A visão que teve foi horrível: Hugo estava morto com uma espada fincada no peito. Imediatamente, Alberto chamou a polícia e depois ligou para os pais, que estavam nos Estados Unidos.

Com a ajuda do Inspetor Pimentel e do Subinspetor Silva, Alberto resolveu investigar o caso para descobrir o assassino de seu irmão. Por acaso, dentro de um ônibus, encontrou uma revista sobre besouros, em que identificou a foto de um escaravelho cujo nome científico queria dizer “Portador de espada”. Ficou abismado com a coincidência, pois Hugo tinha recebido um escaravelho idêntico na antevéspera de morrer.

Uma série de crimes se sucede com as mesmas características: os escaravelhos, os nomes científicos, a cor do cabelo das vítimas. Tudo estava interligado e os ruivos de Vista Alegre ficaram amedrontados com a possibilidade de serem vítimas do “Inseto”, como ficou conhecido o assassino.

# Opinião

Esse livro faz parte da série Vaga-Lume e é um clássico da nossa literatura infanto-juvenil. Há muito tempo eu li um livro chamado O mistério do 5 estrelas (clique aqui), de Marcos Rey, que também faz parte dessa série. Como gostei, queria ler os outros. Só agora, anos e anos depois, consegui ler mais um.

Foi uma leitura rápida, pois o livro é curtinho e a narrativa é bem ágil. Alguns leitores podem estranhar um pouco a linguagem. Contudo, é preciso levar em conta que o livro é antigo, logo, o português está de acordo com a época (na edição que eu li).

No geral, o saldo da leitura foi positivo. Só o final que eu não curti muito. A trama foi bem desenvolvida e merecia um desfecho à altura. O personagem Alberto descobriu a identidade do “Inseto” de uma forma vazia e a revelação não causou o impacto que eu esperava. Fora isso, é um livro que eu recomendo para passar o tempo, sem grandes expectativas. Até a próxima!



10 comentários:

  1. Logo lembrei da obra do Poe... enfim, mas acho que não leria.
    Beijos
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Paloma, eu acho que sei de qual obra você se lembrou. Quero ler um dia.
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi Ygo!
    Eu li esse livro há muitos anos, mas precisava reler pois não lembro direito da história!
    Você viu que vai sair um filme dele? Eu quero assistir!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sora.
      Nossa, eu não sabia. Mas vou procurar saber mais sobre ele. Também quero assistir.
      Beijos!

      Excluir
  3. Suas sugestões meu amigo Ygo sãos boas e ótimas...seu espaço para entrevistas...Nossa literatura agradece... tudo de bom pra você meu amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Aguiar.
      Muito obrigado pelo apoio também. É sempre bom ver você por aqui.
      Abraço!

      Excluir
  4. Respostas
    1. Olá, Lau Nascimento.
      Bem, não quero dar spoiler para os leitores que vierem aqui. O que eu posso dizer é que se trata de um assassino em série. O escaravelho tem uma forte ligação com o passado dele, de modo que acaba se tornando um símbolo do ódio que ele guardou durante muito tempo. Ficou explicado?
      Forte abraço!

      Excluir
    2. Olá Ygo Maia,muito obrigada.

      Abraços.

      Excluir
    3. Por nada. Abraços².
      Volte sempre.

      Excluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.